Araçatuba,
Texto Menor
Texto Maior
Contraste
Portal da
Transparência
Acesso à
Informação
e-SIC
Verdade ou Boato
Confira se uma notícia é verdadeira ou falsa
Notícias
13/11/2006
Vereadores realizam a 36.ª sessão ordinária do ano

A Câmara Municipal de Araçatuba realizou na segunda-feira (13/11) a 36ª sessão ordinária. Os vereadores analisaram cinco projetos e aprovaram três projetos. Em discussão única foi aprovado o veto parcial do Executivo Municipal ao projeto que institui o plano diretor no município

Do vereador Nilo Ikeda, foi aprovado um projeto que indica a vereadora e professora Marly Garcia para atuar como representante do Poder Legislativo junto à AVESP - Associação de Vereadoras do Estado de São Paulo.

Um dos objetivos dessa entidade é a luta pelos direitos e valorização da mulher como agente político, uma vez que tem aumentado muito a participação feminina na política nacional.

Os vereadores analisaram e aprovaram o pedido de prorrogação do prazo da comissão especial que está realizando estudo visando à duplicação da Avenida Baguaçu, entre a Avenida Joaquim Pompeu de Toledo e a Rua Francisco Vilela.

Também consta na pauta, a discussão única e votação do parecer contrário da comissão de justiça e redação, ao projeto do vereador Marcelo Andorfato que institui no Município o Programa Permanente de Prevenção de Doenças Ópticas em Recém-Nascidos e dá outras providências. O Teste do Olhinho, ou do Reflexo Vermelho, que deve ser realizado rotineiramente, ainda na sala de parto, serve para detectar e prevenir doenças oculares como a retinopatia da prematuridade, catarata, glaucoma, infecções, traumas de parto e até mesmo cegueira. Devido ao projeto ter recebido parecer contrário o vereador Marcelo Andorfato resolveu pedir a retirada do projeto da pauta.

Também foi retirado pela autora vereadora Marly Garcia , o projeto que dispunha sobre a obrigatoriedade do fornecimento de protetor solar aos servidores municipais que desenvolvem atividades em ambiente externo. A matéria havia também recebido parecer contrário da comissão de justiça e redação.

Fonte: Assessora de Comunicação - Fátima Mantello
Compartilhe:
<< Página Anterior