Araçatuba,
Texto Menor
Texto Maior
Contraste
Portal da
Transparência
Acesso à
Informação
e-SIC
Verdade ou Boato
Confira se uma notícia é verdadeira ou falsa
Notícias
31/10/2008
Requerimentos de informações movimentaram a 37ª sessão da Câmara

     Os dois projetos que compunham a pauta da 37ª sessão da Câmara de Araçatuba foram aprovados pelos vereadores na reunião realizada na noite de segunda-feira, 3 de outubro. Foram aprovados o projeto do vereador Nilo Ikeda que declara de utilidade pública a Associação dos Criadores de Bicudos e Curiós de Araçatuba e o projeto da vereadora Marly Garcia que autoriza a Mesa Diretora da Câmara a realizar solenidade em comemoração ao Dia Nacional doVereador. A sessão foi marcada também por discussões sobre requerimentos de informações feitos à Prefeitura.

                   A solenidade proposta pela vereadora Marly Garcia poderá ser realizada em conjunto com outras câmaras municipais da região. De acordo com o projeto, ela deverá ser realizada no primeiro dia de outubro de cada ano ou em datas próximas. A intenção da vereadora  com o projeto é  valorizar o trabalho dos parlamentares  e promover sua aproximação com a comunidade. 

     Durante o grande expediente, o vereador Nei Giron (PMDB) apresentou requerimento pedindo informações à Prefeitura sobre informações de que o município não pretende ser candidato a sediar os Jogos Abertos do Interior em 2010. O vereador usou a tribuna para criticar essa decisão da prefeita Marilene Magri. Segundo ele, o mais correto seria dar chances ao próximo prefeito para decidir sobre essa questão e não descartar agora a possibilidade da cidade sediar os jogos em 2010.

    Também foi tema de discussão o requerimento apresentado pelo vereador Luciano Gomes (PSC). Ele pede informações à Prefeitura sobre a quantidade de senhas distribuídas pelo setor competente da Prefeitura Municipal no último procedimento de contratação de Agentes de Controle de Vetor, para combate à dengue. Luciano Gomes também quer que o executivo forneça à Câmara cópia do contrato celebrado entre o Município e a Empresa CIAP, que é responsável pela contratação de  profissionais que trabalham no Programa de Saúde da Família.

Fonte: Assessoria de Comunicação:Fernando Sávio
Compartilhe: