Araçatuba,
Texto Menor
Texto Maior
Contraste
Portal da
Transparência
Acesso à
Informação
e-SIC
Verdade ou Boato
Confira se uma notícia é verdadeira ou falsa
Notícias
18/03/2005
Prefeita de uma das cidades da província de Huambo na Africa visita a câmara

A Administradora da cidade Bailundo província de Huambo na África, Beatriz Tutuvala Filipe Chimbenji, está visitando Araçatuba. Ela veio ao Brasil para ver de perto como funciona a administração política de nossa cidade, que é bastante diferente da vigente em seu país.

A prefeita visitou o gabinete da vereadora Marly Garcia onde pode entender melhor o funcionamento do legislativo e o trabalho dos vereadores. O presidente da Câmara Antônio Edwaldo Costa, Dunga, também recepcionou a visitante. Ele disse que acha positivo este tipo de intercâmbio entre os países. "Sinto-me orgulhoso de ver que Araçatuba é uma referência para outras cidades do mundo e que os meios de comunicação implantados aqui na Câmara têm sido fundamentais para esta integração", ressaltou Dunga

. A prefeita explicou as cidades de Angola são geridas de uma forma centralizada e que tudo é resolvido pela administração municipal e seus órgãos de apoio. No seu país as câmaras de vereadores não existem e a população é representada por autoridades tradicionais chamadas de sabas e seculos, representantes vitálícios eleitos pelas famílias tradicionais.

Mais populosa que Araçatuba, Bailundo tem mais de 250 mil habitantes, mas seu desenvolvimento ficou comprometido devido a ocorrência de uma guerra civil, que atingiu o país por aproximadamente 30 anos. Segundo Beatriz, sua província de Huambo foi uma das mais castigadas durante o período. Situação que comprometeu sua infraestrutura econômica e social . Escolas e hospitais foram destruídos e o trabalho de recuperação ainda está no início, levando-se em conta que a paz foi restabelecida há apenas três anos. "Para se ter uma idéia só em 2005 que passaremos a ter um banco. O nosso objetivo que as operações de crédito possam resgatar o poder de compra dos empresários e ajudar a revitalizar nosso comércio, também bastante castigado pela guerra", explicou a prefeita.

Segundo a visitante, Angola caminha para uma democratização mais ampla. "Vejo para breve a implantação de autarquias no país, semelhante a câmara de vereadores aqui do Brasil", finalizou.

A cidadã angolana vai participar do programa Câmera Aberta, o assunto em pauta será a reconstrução de Angola após a guerra civil e a atuação da mulher no país. O Câmera Aberta vai ao ar de segunda a sexta- feira em dois horários às 10h e às 19h.

Fonte: Assessora de Comunicação - Fátima Mantello
Compartilhe:
<< Página Anterior