Araçatuba,
Texto Menor
Texto Maior
Contraste
Portal da
Transparência
Acesso à
Informação
e-SIC
Verdade ou Boato
Confira se uma notícia é verdadeira ou falsa
Notícias
03/07/2009 13:48:34
Paciente com endometriose espera há três meses por marcação de exame (Veja Vídeo)

Há três meses, a dona-de-casa Célia Maura Giron Primo não consegue agendar um exame de intestino na UBS (Unidade Básica de Saúde) do bairro São Vicente. A moradora da rua Aeronáutica, na Vila Aeronáutica, é portadora de endometriose, doença que acomete de 5% a 10% das mulheres entre 30 e 45 anos em idade reprodutiva, caracterizando-se pelo crescimento anormal de tecidos semelhantes ao endométrio no organismo. O problema foi relatado ao vereador Joel Platibanda (PMN), que visitou a moradora nesta semana.

O exame de intestino foi solicitado em abril pela médica que atende a paciente no Hospital da Mulher, pois, mesmo em tratamento, Célia Maura continua sentindo fortes dores pélvicas. "Tenho medo de que a endometriose já tenha atingido meus rins, bexiga e outros órgãos", preocupa-se. A paciente já retirou o útero e as trompas. Atualmente, está sob o efeito de injeções de goserelina, aplicadas em fevereiro e maio deste ano, para conter o avanço da doença. O medicamento suprime a ovulação, podendo causar uma série de efeitos colaterais.

"Sinto muita dor de cabeça, tontura, secura vaginal, alteração de humor, ondas de calor e até depressão", conta Célia Maura. Por conta disso, a paciente chegou a tomar remédios psiquiátricos e analgésicos, o que, segundo ela, desencadeou diabetes e colesterol, conforme exame de sangue realizado no mês passado.

Além de não conseguir marcar o exame de intestino solicitado, a dona de casa da Vila Aeronáutica conta que seu marido, José Romualdo Primo, foi maltratado pela atendente da UBS do bairro São Vicente nas três vezes em que compareceu ao posto na tentativa de obter atendimento. O caso foi relatado à Ouvidoria da Secretaria Municipal de Saúde no dia 9 de junho, mas, até o momento, não houve resposta. "Meu marido também registrou boletim de ocorrência contra a funcionária", afirma Célia Maura.

O vereador Joel Platibanda comprometeu-se a levar o problema ao conhecimento do prefeito Cido Sério (PT) e do secretário municipal de Saúde, Osmar Cuoghi. "Ambos devem tomar uma providência, pois saúde não é brincadeira e, por isso, não pode ser deixada para amanhã. Estou apenas cumprindo o meu papel, que é o de legislar e fiscalizar", afirmou o parlamentar.

Fonte: Assessoria de Comunicação: Suzy Faria / Foto: Angelo Cardoso
Compartilhe:
<< Página Anterior