Araçatuba,
Texto Menor
Texto Maior
Contraste
Portal da
Transparência
Acesso à
Informação
e-SIC
Verdade ou Boato
Confira se uma notícia é verdadeira ou falsa
Notícias
03/04/2008
Mulheres da região querem pacto contra violência

Um encontro, realizado na quarta-feira (02/04), na Câmara municipal uniu mulheres da cidade e região para discutir formas de participar do "Pacto de enfrentamento à violência contra a mulher", projeto desenvolvido pelo governo federal. A idéia da reunião partiu da vereadora Marly Garcia. A preocupação dela era a de que Araçatuba e outras localidades próximas pudessem ficar de fora de ações importantes. "O Pacto consolida a polícia nacional de enfrentamento à violência contra a mulher e aprofunda as ações em diversas áreas. É uma oportunidade de conseguirmos verbas para realizar projetos importantes na área", explicou a vereadora.

Representantes das cidades de Castilho, Andradina, Clementina e Guaraçaí estiveram no encontro. A concepção de que é preciso implementar ações integradas para minimizar problemas é unanimidade entre todas. "Para viabilizar verbas governamentais é preciso apresentar projetos que estejam inseridos nas linhas de atuação do pacto nacional", explicou a assistente social da prefeitura municipal, Marli de Oliveira Boer.

Um dos projetos que Araçatuba pretende implementar é a construção de uma Casa de Passagem que atenda a região. Esses locais servem para abrigar as mulheres que são ameaçadas por seus companheiros, se encontram em situação de risco e são afastadas do lar muitas vezes com os filhos. Na região, não existe nenhuma casa que atenda esse propósito. Segundo a assistente social Marli, cerca de 30% das mulheres que denunciam seus agresssores dependeriam de um lugar deste tipo para garantir a integridade física. "A intenção é que esse projeto esteja concretizado até o final do ano", finalizou.

Compartilhe:
<< Página Anterior