Araçatuba,
Texto Menor
Texto Maior
Contraste
Portal da
Transparência
Acesso à
Informação
e-SIC
Sistema Eletrônico do Serviço de Informações ao Cidadão
Verdade ou Boato
Confira se uma notícia é verdadeira ou falsa
Notícias
15/02/2018
Mudança de PS para Hospital Sant'ana é alvo de questionamento na Câmara

Três requerimentos de informação oficial foram aprovados durante a 2ª sessão ordinária do ano, realizada ontem (14), na Câmara Municipal de Araçatuba.

Entre os documentos, está o questionamento proposto pelo vereador Professor Cláudio (PMN) sobre a decisão do prefeito Dilador Borges (PSDB) de transferir o atendimento do Pronto-Socorro (PS) “Aida Vanzo Dolce”, localizado no bairro Santana, para o Hospital Sant'ana, situado na região central da cidade.

A iniciativa foi comunicada à população durante entrevista coletiva convocada pelo chefe do Executivo em janeiro deste ano e consta na página oficial da Prefeitura na internet.

De acordo com o documento aprovado em plenário, o município pagaria R$ 24 mil mensais pelo aluguel do prédio. O texto do requerimento aponta ainda que o Hospital Santana teria uma dívida com os cofres municipais estimada em R$ 900 mil e estaria em atraso com o pagamento de IPTU (Imposto Predial Territorial Urbano) e ISS (Imposto Sobre Serviços).

O requerimento traz ainda que o prédio onde funcionava o Hospital Santana não teria licença da Vigilância Sanitária, desde 2014, para fazer procedimentos hospitalares, pronto-atendimento, e urgência e emergência.

O vereador Professor Cláudio relacionou oito perguntas sobre esse assunto para serem respondidas pelo prefeito de Araçatuba. O autor pergunta, por exemplo, se o valor de R$ 24 mil a ser pago mensalmente se refere apenas à locação do prédio, em que nome está a escritura do imóvel, como será possível a transferência do PS para o hospital, levando em conta a restrição feita pela Vigilância Sanitária e se serão necessárias obras para adequar o prédio para funcionar como unidade de pronto atendimento.

“Concordo que a transferência para a região central poderá dar agilidade aos deslocamentos de ambulâncias para atender as pessoas, porém existem moradores da região leste da cidade que esperam pela inauguração da Unidade de Pronto Atendimento do bairro Umuarama. Por que não direcionar o montante que seria gasto com o pagamento de aluguel com o hospital para inaugurar a unidade do Umuarama e beneficiar mais de 30 mil pessoas naquela região”, questionou o autor.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação: João de Paula// Foto: Angelo Cardoso
Compartilhe:
<< Página Anterior