Leia + " /> Leia + "/>
Notícias
15/05/2007
Marly homenageia grupo

A vereadora Marly Garcia homenageou com um voto de aplauso durante a 15ª sessão ordinária do ano, o grupo de caminhada "É preciso saber viver", do bairro São Vicente. O grupo começou modestamente em 2002 com cerca de 30 pacientes do Programa Saúde da Família (PSF) e hoje já conta mais de 130 pessoas.

Os pacientes, na maioria idosos, se reúnem diariamente no período da manhã para fazerem exercícios físicos. Às segundas, quartas e sextas-feiras, o encontro acontece no pátio do supermercado Avenida, e as terças e quintas-feiras, na praça Independência.

Quinzenalmente os integrantes do grupo "É preciso saber viver" realizam passeios e fazem exercícios no clube Thermas da Noroeste. Marly ressaltou a importância do trabalho da senhora Cínzia Donaire Gabas e da enfermeira Mônica Akemi Sawada, que são voluntárias e coordenam o projeto.

"É um trabalho de doação dessas voluntárias que merece o nosso respeito e reconhecimento", diz. Segundo ela, para participar do grupo basta ter alegria e vontade de fazer a diferença, independente de idade, sexo ou classe social.

O vereador Nei Giron também usou a palavra para elogiar o trabalho das voluntárias e a participação das pessoas no projeto. "Se ele existe e cresceu dessa forma é porque conta também com a disposição e boa vontade dos alunos. Todos estão de parabéns pela iniciativa", finalizou.

A vereadora Marly Garcia homenageou com um voto de aplauso durante a 15ª sessão ordinária do ano, o grupo de caminhada "É preciso saber viver", do bairro São Vicente. O grupo começou modestamente em 2002 com cerca de 30 pacientes do Programa Saúde da Família (PSF) e hoje já conta mais de 130 pessoas. Os pacientes, na maioria idosos, se reúnem diariamente no período da manhã para fazerem exercícios físicos. Às segundas, quartas e sextas-feiras, o encontro acontece no pátio do supermercado Avenida, e as terças e quintas-feiras, na praça Independência. Quinzenalmente os integrantes do grupo "É preciso saber viver" realizam passeios e fazem exercícios no clube Thermas da Noroeste. Marly ressaltou a importância do trabalho da senhora Cínzia Donaire Gabas e da enfermeira Mônica Akemi Sawada, que são voluntárias e coordenam o projeto. "É um trabalho de doação dessas voluntárias que merece o nosso respeito e reconhecimento", diz. Segundo ela, para participar do grupo basta ter alegria e vontade de fazer a diferença, independente de idade, sexo ou classe social. O vereador Nei Giron também usou a palavra para elogiar o trabalho das voluntárias e a participação das pessoas no projeto. "Se ele existe e cresceu dessa forma é porque conta também com a disposição e boa vontade dos alunos. Todos estão de parabéns pela iniciativa", finalizou.

Fonte: Jornalista responsável: Paula Todesco
Compartilhe: