Representantes dos diretórios centrais acadêmicos João Amazonas (Unitoledo), Honestino Guimarães (Unisalesiano), Centro Acadêmico Afonso Toledo e filiados a CUT (Central Única dos Trabalhadores), aos núcleos da juventude do PT, PMDB, PSDB, e estudantes ligados ao socialismo organizaram nesta segunda-feira, (30), um ato em frente à sede da Câmara Municipal de Araçatuba em defesa dos interesses dos trabalhadores e estudantes em todo o País. " />

Representantes dos diretórios centrais acadêmicos João Amazonas (Unitoledo), Honestino Guimarães (Unisalesiano), Centro Acadêmico Afonso Toledo e filiados a CUT (Central Única dos Trabalhadores), aos núcleos da juventude do PT, PMDB, PSDB, e estudantes ligados ao socialismo organizaram nesta segunda-feira, (30), um ato em frente à sede da Câmara Municipal de Araçatuba em defesa dos interesses dos trabalhadores e estudantes em todo o País. "/>

Araçatuba,
Texto Menor
Texto Maior
Contraste
Portal da
Transparência
Acesso à
Informação
e-SIC
Verdade ou Boato
Confira se uma notícia é verdadeira ou falsa
Notícias
31/03/2009 22:18:05
Estudantes protestam contra crise global na Câmara

Representantes dos diretórios centrais acadêmicos João Amazonas (Unitoledo), Honestino Guimarães (Unisalesiano), Centro Acadêmico Afonso Toledo e filiados a CUT (Central Única dos Trabalhadores), aos núcleos da juventude do PT, PMDB, PSDB, e estudantes ligados ao socialismo organizaram nesta segunda-feira, (30), um ato em frente à sede da Câmara Municipal de Araçatuba em defesa dos interesses dos trabalhadores e estudantes em todo o País.

Cerca de 50 pessoas compareceram ao plenário segurando bandeiras de partidos políticos cartazes, que traziam inscrições condenando as demissões e pedindo mais investimentos na educação e na geração de empregos como forma de desenvolvimento sustentável da sociedade.

Com o tema "Esta crise não é nossa, os trabalhadores e estudantes não pagarão a conta", a estudante universitária Nandara Helena Sakamoto ocupou a tribuna do plenário por aproximadamente 10 minutos e afirmou que a mobilização realizada no município tem caráter nacional.

Segunda ela, o ato representa a união dos diversos movimentos sociais para reivindicar dos parlamentares esforço e dedicação junto às empresas para não haver demissões, redução de salários e perda de direitos.

 "Sabemos que a crise pode barrar investimentos em áreas essenciais ao povo, como a educação. Portanto, viemos reivindicar aplicação de recursos maciça neste segmento. Entre os pedidos, estão também: espaço para o lazer, passe livre para os estudantes dos ensinos médio e superior e uma secretaria da juventude e fundo municipal para os jovens", afirmou.

Fonte: Assessoria de Comunicação: João de Paula/ Foto: Angelo Cardoso
Compartilhe:
<< Página Anterior