Araçatuba,
Texto Menor
Texto Maior
Contraste
Portal da
Transparência
Acesso à
Informação
e-SIC
Verdade ou Boato
Confira se uma notícia é verdadeira ou falsa
Notícias
03/03/2009
Edna Flor mostra dura realidade de pessoas que saem na madrugada para tratamentos de saúde

 

A presidente da Câmara, vereadora Edna Flor, mostrou durante a quinta sessão ordinária do ano, realizada na última segunda-feira, dia 02/03, a dura realidade de pessoas que viajam para outras cidades para fazer o tratamento de saúde. Dois ônibus saem diariamente de Araçatuba à meia noite e às 2h30 da madrugada para os municípios São José do Rio Preto, Barretos e Ribeirão Preto. O problema é que nesse horário o transporte coletivo já não circula mais e com isso muitos pacientes acabam dormindo em frente do Pronto Socorro Municipal, ponto de partida, para não perder a viagem.

"A situação aqui é desumana. Essas pessoas já saem de Araçatuba psicologicamente abaladas porque sabem que vão enfrentar um tratamento difícil, muitas vezes com fortes doses de quimioterapia. Por isso não dá mais para aceitar esse tipo de coisa. A Prefeitura precisa disponibilizar veículo para buscar e também levar esses pacientes em suas residências quando eles chegam de viagem", diz a vereadora.

Salvador da Rocha é um dos pacientes que chega a dormir em um banco de praça para não perder o horário de saída do ônibus para Barretos. Ele mora no bairro rural de Engenheiro Taveira e recentemente passou por uma cirurgia na garganta para a retirada de um câncer. Um companheiro de viagem, o aposentado Dercílio Barbosa, conta que o amigo chega a esperar quase cinco horas até embarcar. "Mesmo quando está frio ele fica aguardando, a gente fica comovido com a situação", lamenta.

O aposentado Elisário Leite Silva, de 69 anos, depende da ajuda de amigos para chegar ao Pronto Socorro. Mas para ele, a dificuldade maior é na hora da chegada. "Às vezes chegamos às 4 hr da madrugada e esperamos até às 6 hr para pegar o coletivo", explica. "Seria muito bom se a Prefeitura colocasse um outro motorista, que o nosso também chega cansado, para nos levar para casa", solicita.

Durante a quinta sessão, a vereadora Tieza também apresentou projeto solicitando a constituição de uma comissão especial de três vereadores para, junto às autoridades competentes, acompanhar e fiscalizar o processo de liberação e instalação do acelerador linear na Santa Casa da cidade. Ela quer minimizar o sofrimento das pessoas que precisam viajar para fazer tratamento.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação: Paula Todesco/ Foto: Imagem TV Câmara
Compartilhe: