A Câmara de Araçatuba instalou, na sessão de segunda-feira (17/11),  uma Comissão Processante destinada a apurar denúncia de irregularidades em contrato da Prefeitura com o Ciap - Centro Integrado e Apoio Profissional, para manutenção do Programa de Saúde da Família. Assim que foi instalada a CP, a prefeita Marilene Magri foi afastada do cargo e o presidente da Câmara, Antônio Edwaldo Dunga Costa, assumiu a chefia do executivo municipal. Na presidência da Câmara está agora o vereador Dr. Jaime José da Silva.

" /> A Câmara de Araçatuba instalou, na sessão de segunda-feira (17/11),  uma Comissão Processante destinada a apurar denúncia de irregularidades em contrato da Prefeitura com o Ciap - Centro Integrado e Apoio Profissional, para manutenção do Programa de Saúde da Família. Assim que foi instalada a CP, a prefeita Marilene Magri foi afastada do cargo e o presidente da Câmara, Antônio Edwaldo Dunga Costa, assumiu a chefia do executivo municipal. Na presidência da Câmara está agora o vereador Dr. Jaime José da Silva.

"/>

Araçatuba,
Texto Menor
Texto Maior
Contraste
Portal da
Transparência
Acesso à
Informação
e-SIC
Verdade ou Boato
Confira se uma notícia é verdadeira ou falsa
Notícias
18/11/2008
Câmara instala Comissão Processante, afasta Marilene Magri e Dunga assume a Prefeitura.

    A Câmara de Araçatuba instalou, na sessão de segunda-feira (17/11),  uma Comissão Processante destinada a apurar denúncia de irregularidades em contrato da Prefeitura com o Ciap - Centro Integrado e Apoio Profissional, para manutenção do Programa de Saúde da Família. Assim que foi instalada a CP, a prefeita Marilene Magri foi afastada do cargo e o presidente da Câmara, Antônio Edwaldo Dunga Costa, assumiu a chefia do executivo municipal. Na presidência da Câmara está agora o vereador Dr. Jaime José da Silva.

     A denúncia de irregularidade na administração Marilene Magri foi apresentada pelo advogado Jair Moura no último dia três de novembro. Colocada em votação no plenário na noite desta segunda-feira (17/11), a denúncia foi aceita por sete votos a favor, quatro contra e uma abstenção. Com plenário lotado e manifestação dos dois lados, a sessão foi suspensa. Na sala da presidência foi formada a Comissão Processante, composta pelos vereadores Marcelo Andorfato, Marcos Salatino e Luciano Gomes. Pela lei, eles têm prazo de 90 dias para concluir as investigações, mas o presidente da Câmara, Antônio Edwaldo Dunga Costa, pediu que esse prazo termine até dezembro, antes do início da nova administração.

     Formada a CP, os vereadores voltaram para o plenário e a sessão foi retomada, às 22h20. Dunga transferiu então a presidência da Câmara ao vice-presidente Dr. Jaime, que passou a conduzir os trabalhos. A pauta da Ordem do Dia da 39ª sessão - que era composta por cinco projetos - foi adiada para a próxima segunda-feira e a sessão foi encerrada. Com a abertura de uma vaga na Câmara, assume uma cadeira o empresário Aparecido Saraiva da Rocha (PMDB), que ficou como primeiro suplente de vereador nas eleições de 2004, da coligação composta por PMDB e PSDB.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação: Fernando Sávio
Compartilhe:
<< Página Anterior