Araçatuba,
Texto Menor
Texto Maior
Contraste
Portal da
Transparência
Acesso à
Informação
e-SIC
Sistema Eletrônico do Serviço de Informações ao Cidadão
Notícias
22/05/2019
Comissão considera satisfatória audiência sobre saneamento

O vice-presidente da Comissão Permanente de Infraestrutura Urbana e Rural da Câmara Municipal de Araçatuba, vereador Dr. Flávio Salatino (MDB), considerou positivo o balanço da audiência pública realizada hoje (22) na sede do Legislativo para avaliar a prestação de serviços de saneamento básico sob responsabilidade da empresa Samar (Soluções Ambientais de Araçatuba).

Salatino presidiu a audiência, que contou com a presença dos vereadores Rivael Papinha (PSB), Denilson Pichitelli (PSL), Carlinhos do Terceiro (SD) e das vereadoras Tieza (PSDB) e Beatriz (Rede).

O diretor-técnico da Samar, Rondinaldo Lima, e o comissário-geral da Agência Reguladora Daea, Márcio Saito, também participaram do encontro e responderam aos questionamentos dos parlamentares e da população que ocupou as galerias.

A pertinência das perguntas propostas pelos vereadores e pela população aos representantes da empresa e da agência reguladora Daea foi um dos pontos destacados pelo vereador Dr. Flávio Salatino.

“A audiência permitiu aos funcionários da Samar e do Daea responderem a dúvidas da comunidade e dos vereadores, que a representam, sobre pontos vitais relacionados ao abastecimento e qualidade da água, bem como ao tratamento de esgoto no município. Desta audiência será elaborado um relatório para ser apresentado à população sobre as demandas e as respectivas propostas de soluções”, afirmou Salatino.

QUESTIONAMENTOS

Após a explanação inicial dos representantes da agência reguladora Daea e da empresa Samar a respeito das atividades de fiscalização e de gestão e investimento, respectivamente, abriram-se rodadas de perguntas com a participação de parlamentares e representantes da população.

A vereadora Beatriz questionou quais os canais de atendimento direto aos consumidores para reclamações e soluções ágeis para problemas pontuais. O representante do Daea informou que as queixas são inicialmente dirigidas à Samar, que mantém um número específico para receber mensagens instantâneas (whatssapp) e ainda um serviço de ouvidoria. “Caso a reclamação não seja atendida, a agência Daea é o foro escolhido para solucionar o problema”, afirmou Saito.

A quantidade e os motivos de desperdício de água tratada; os critérios para cobrança pelo consumo de imóveis com ligações mistas (residencial e comercial), a realização de operações anti-furto de água em casas e comércios; dificuldades no registro de consumo por hidrômetros vencidos e o planejamento da Samar para fazer novas ligações de água e esgoto nos bairros Jardim Moreira e Etharari foram temas de uma série de perguntas elaboradas pelos vereadores Tieza, Denilson Pichitelli, Carlinhos do Terceiro, Flávio Salatino e Rivael Papinha, respectivamente.

 

 

 

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação: João de Paula// Foto: Angelo Cardoso
Compartilhe:
<< Página Anterior