Araçatuba,
Texto Menor
Texto Maior
Contraste
Portal da
Transparência
Acesso à
Informação
e-SIC
Sistema Eletrônico do Serviço de Informações ao Cidadão
Verdade ou Boato
Confira se uma notícia é verdadeira ou falsa
Notícias
02/04/2019
Requerimento do vereador Dunga questiona atendimento do Iamspe

O atendimento que vem sendo oferecido pelo Iamspe (Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual) em Araçatuba foi criticado pelos vereadores durante a 9ª Sessão Ordinária do ano, realizada na segunda-feira (01/04). O assunto foi levado ao plenário pelo vereador Dunga (DEM), que apresentou um requerimento de informações oficiais sobre a demora para a marcação de cirurgias de usuários do Iamspe na Santa Casa da cidade.

No documento, aprovado por unanimidade, Dunga pede que o governador do Estado, João Doria, e o superintendente do Iamspe, Wilson Modesto Pollara, sejam oficiados para a tomada de providências. “O Iamspe paga R$ 500 mil por mês para a Santa Casa, mas quem precisa de atendimento em Araçatuba não tem. O Iamspe virou um órgão inservível e obsoleto, que não serve para nada, a não ser saquear o dinheiro do funcionalismo público que todo mês é descontado em folha”, disse o vereador Dunga em plenário.

O requerimento gerou discussão. O vereador Professor Cláudio (PMN) sugeriu a formação de uma comissão especial. “Vamos montar uma comissão e ir até a Santa Casa. Eu quero saber como esses R$ 500 mil estão sendo gastos, quais cirurgias estão sendo feitas, quantas ressonâncias magnéticas, por que pacientes estão sendo encaminhados para Rio Preto. Eu quero saber”, afirmou Cláudio.

Para a vereadora Tieza (PSDB), o atendimento do Iamspe precisa melhorar. “Eu sou funcionária pública estadual e me arrepia pensar em usar o Iamspe. Já coloquei essa situação para o partido, pedindo providências”, anunciou.

O vereador Dr. Jaime (PTB) também registrou sua indignação. “É realmente uma pouca vergonha, uma falta de consciência. Imagine o policial ferido, que não tem onde ser tratado. Infelizmente, isso ocorre há muito tempo”.

MULTAS DE TRÂNSITO –

Ainda na sessão de segunda-feira, o plenário aprovou outro requerimento de autoria do vereador Dunga. O parlamentar quer saber a quantidade de multas de trânsito por ultrapassagem irregular aplicadas e canceladas em 2018 e 2019. De acordo com ele, essa não é a primeira vez que está pedindo informações à Secretaria de Mobilidade Urbana. “E as respostas têm sido evasivas. O prefeito precisa saber disso. Essa Câmara está sendo feita de marionete com respostas mentirosas. Isso dá improbidade administrativa”, protestou Dunga.

BALANÇO –

Ao todo, sete requerimentos de informações oficiais foram aprovados durante o Grande Expediente da 9ª Sessão Ordinária do ano. Além das duas solicitações do vereador Dunga, foram aceitos três pedidos do vereador Arlindo Araújo (PPS), um do vereador Carlinhos do Terceiro (SD) e outro do vereador Cido Saraiva (MDB).

Arlindo questiona a situação patrimonial da antiga estação ferroviária e do Espaço Cultural Ferroviário, ambos localizados na avenida dos Araçás, a falta de regulamentação de leis sancionadas e promulgadas desde janeiro de 2017 e os problemas estruturais da Biblioteca Municipal Rubens do Amaral.

O vereador Carlinhos do Terceiro está pedindo informações sobre o contrato celebrado pelo Município com o Hospital Central para a prestação de serviços oftalmológicos. E o vereador Cido Saraiva quer saber quais os critérios utilizados pela Prefeitura para determinar as ruas que receberão sinalização de solo.

A Prefeitura de Araçatuba tem 15 dias para responder aos questionamentos, prazo que pode ser prorrogado pelo mesmo período desde que haja autorização do plenário.

Fonte: Assessoria de Comunicação: Suzy Faria // Fotos: Angelo Cardoso
Compartilhe:
<< Página Anterior