Araçatuba,
Texto Menor
Texto Maior
Contraste
Portal da
Transparência
Acesso à
Informação
e-SIC
Sistema Eletrônico do Serviço de Informações ao Cidadão
Verdade ou Boato
Confira se uma notícia é verdadeira ou falsa
Notícias
23/04/2020
Denilson Pichitelli questiona impacto da covid-19 na rede de saúde de Araçatuba

O impacto da pandemia de covid-19 nas redes pública e privada de saúde de Araçatuba é tema de requerimento de informações oficiais, assinado pelo vereador Denilson Pichitelli (PSL). O documento foi lido, discutido e aprovado por unanimidade na 10ª Sessão Ordinária do ano, realizada nesta quarta-feira (22/04).

Entre os questionamentos que a Prefeitura de Araçatuba terá que responder estão a demanda de atendimentos médicos, a quantidade de leitos gerais e de UTI disponíveis e atualmente ocupados, a quantidade e o tempo previstos para o aumento do número de leitos e o estoque de equipamentos de segurança, limpeza e proteção individual à disposição.

O vereador Denilson Pichitelli ainda pergunta sobre a quantidade de equipes de saúde, a previsão para eventuais contratações, a quantidade de ventiladores e respiradores, a capacidade de testagem do Município e o coeficiente de incidência do novo coronavírus na cidade.

“Essa é uma preocupação de todas as autoridades. Estamos sendo cobrados pela população e precisamos de dados para dar uma resposta. Por isso, fiz esse requerimento, para saber como está a situação em nossa cidade”, justificou o autor.

DEBATE –

O assunto foi debatido pelo plenário. O vereador Dr. Jaime (PSDB) falou em equilíbrio. “Não devemos discutir questão política nesse momento. O que interessa é a saúde da população e, depois, a questão financeira”, ponderou o parlamentar, pedindo a confiança da população nas medidas de combate à pandemia que estão sendo adotadas.

O vereador Dr. Flávio Salatino (PV) voltou a defender a retomada das atividades comerciais. “Conforme os boletins diários que recebemos, o índice de casos internados com diagnóstico de covid-19 está baixo. Acho que está mais do que na hora do governo tomar atitude em relação à questão econômica”, opinou.

A vereadora Tieza (PSDB) também discutiu o requerimento para solicitar a colaboração de todos. “Peço que as pessoas tenham a consciência de que também podem causar o sofrimento de outras pessoas quando não observam as regras”, alertou.

PRAZO –

Conforme ato da Mesa Diretora, durante o período de pandemia, o prazo de resposta aos requerimentos de informações oficiais pode ser prorrogado por período superior aos 15 dias previstos na Lei Orgânica do Município e no Regimento Interno da Câmara, mediante solicitação.

Fonte: Assessoria de Comunicação: Suzy Faria // Foto: Angelo Cardoso
Compartilhe:
<< Página Anterior